segunda-feira, 20 de maio de 2013

DEMOCRATIZAÇÃO DO ENSINO


Cursista: Francinalda Pereira da Silva
Cuiabá, 24/04/2013

“Aquilo que persistimos em fazer tornar-se mais fácil de realizar; não que a natureza da tarefa mude, mas nossa capacidade aumentou.” Heber J. Grant


Não quero entrar no mérito do debate sobre qual é o melhor curso presencial ou à distância. No entanto, não posso me furtar de comentar sobre uma das principais virtudes do curso a distância, que é sem dúvidas a democratização do ensino. Uma vez que, vivemos em um país de dimensões continentais e profundas desigualdades sociais, politicas e educacionais. Participar de uma formação fomentada por uma universidade pública e de qualidade, onde são poucos, os que têm essa oportunidade, é sem dúvida um privilégio. Que só é possível, graças à tecnologia, flexibilidade do tempo e dinamismo que essa modalidade de ensino oferece há públicos variados.
Mas, ainda precisamos superar grandes desafios como: administração do tempo de estudo pelo cursista, clareza dos objetivos e metodologia e generalização dos cursos. Assim sendo, coordenadores, tutores e cursistas precisam ter clareza dos objetivos e metodologias aplicada no curso. E essa tomada de consciência do indivíduo tende a construção e aplicação do conhecimento. Levando o sujeito ao amadurecimento e autonomia social, intelectual e política. Me junto a BRANDÃO (1995) em sua pergunta: “Afinal, quem pode negar que a educação deve servir ao homem, deve servir para educá-lo, torná-lo melhor, desenvolver nele tudo o que tem, e tudo a que tem direito?”.
Gerenciar, organizar e disciplinar os estudos considero a parte mais difícil, em participar de um curso a distância. E para sobrepujarmos as dificuldades não basta boa vontade. É preciso disciplina e estudo para realização das metas, prazos e acompanhamento do tutor (das atividades dos alunos) para superar os obstáculos, que surgirem no curso, tanto por parte dos cursistas, como por parte dos professores. Por fim, faço minhas as palavras de MORAN (2003) quando diz que:Todas as universidades e organizações educacionais, em todos os níveis, precisam experimentar como integrar o presencial e o virtual, garantindo a aprendizagem significativa.”.

acesse aqui textos de Moran: http://www.eca.usp.br/prof/moran/

9 comentários:

  1. Francinalda
    Estamos na luta pela inclusão porque acreditamos no desenvolvimentos das potencialidades de nossos alunos. Desafios serão superados e veremos a realização dos sonhos daqueles que muitas vezes só precisam ouvir e sentir que acreditamos neles! è maravilhoso fazer parte deste desafio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marcia,
      Você tem razão, o desenvolvimento das potencialidades dos alunos do AEE é, ou deveria ser, o farol que guia nosso fazer, ser e estar participando do curso.
      abçs

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Oi Francinalda, gostei de sua colocação quando fala do curso à distancia,pois para mim tem sido um desafio muito grande em lidar com a tecnologia de hoje. Mas sei que tenho que vencer, até porque estou trabalhando com o diferente e isso exige para que eu faça um bom trabalho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Vanilza,
      A principio, tudo isso causa certa estranheza mesmo. É muito bom saber, que não estou sozinha nas minhas dificuldades e que podemos nos apoiar uma nas outras. E como disse Obama "Nós podemos!!". abçs

      Excluir
  4. Olá Francinalda

    Também concordo que gerenciar , organizar e disciplinar os estudos seja a parte mais difícil de um curso a distancia,mas acredito que a atitude de sempre estar buscando meios de estudar, seja a distancia ou não, é um passo enorme para o sucesso vamos ser vencedoras!!! Admiro sempre o que você posta
    Sempre interessante,continue assim...Bom trabalho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Francine,
      Quero primeiro, parabenizá-la pelo nome, ele me lembra coisas boas, alegres, comunicativas etc é muito bonito e ficaria melhor se terminasse NALDA kkkkkkkkk brincadeiras a parte!!!
      Também, acredito que podemos superar quaisquer obstáculos que a vida nos apresente. Não estamos aqui para fracassarmos. Apesar, de todos nós termos 24hs por dia, o tempo de aprendizagem é bem variável de pessoa a pessoa. Felizmente, podemos tudo, por que “Não importa, a velocidade em que se aprenda algo. O importante, é que se aprenda” frase mórmon.
      abçs

      Excluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir